sábado, 27 de setembro de 2008

Chapeuzinho Preto - Primeira Versão

Como disse anteriormente, a minha releitura de Chapeuzinho Vermelho - que foi postada a pouco tempo - é uma segunda versão da que escrevi a 2 anos, e aqui vai ela.

Todos conhecem a historia da Chapeuzinho Vermelho, mas ela não é a verdadeira historia, é apenas a que todos disseram à Associação Protetora dos Animais, a qual estava processando chapeuzinho vermelho, o caçador e a vovó, por terem matado um pobre lobo que ainda tinha seis lobinhos para sustentar sozinho, pois a mãe deles havia sumido. E agora vou contar a verdadeira historia.

Era um dia comum, chapeuzinho preto já havia acordado e colocado uma roupa preta (ela estava muito emotiva naquele dia) e começou a arrumar a sua franja (ela é emo) quando escuta sua mãe gritando:

- Astrogilda, vem aqui!

Então chapeuzinho quase chorando diz:

- Mãe, não me chama disso agora meu nome é Chapeuzinho Preto.

- Eu não vou te chamar por esse nome ridículo!

Após ouvir isso chapeuzinho começou a chorar, e a mãe comovida disse:

- Esta bem eu te chamarei de chapeuzinho preto, mas agora você vai me fazer um favor. Sua avó esta doente, e eu fiz uma cesta de doces q quero que você leve para ela, mas tome cuidado pelo “caminho seguro”.

Então chapeuzinho pegou seu mp3 player carregado de emocore, alguns lenços de papel (para o caso dela chorar) e um pouco de maquiagem (para maquiar-se novamente caso chore), ela levou tudo isso dentro de sua bolsa de sapinhos, e com a outra mão levava a cesta.

Chapeuzinho ia para a casa da vovó escutando suas musicas e tentando cantar com seu péssimo inglês.

Até que em determinado momento ela chegou a uma bifurcação e havia duas placas, uma dizia

“caminho seguro”

E a outra

“caminho perigoso”

Mas chapeuzinho que era um tanto quanto tapada nem reparou q pegou o “caminho perigoso”. Depois de algum tempo chapeuzinho percebeu que tinha pegado o caminho errado e então começou a chorar e devorar os doces da cesta (por causa do nervosismo). Após secar as lagrimas com seus lenços de papel e de refazer a maquiagem, chapeuzinho continuou andando, até que encontrou um lobo, que disse quase chorando:

- Ei mocinha, você pode me dar um pouco de comida ou então dinheiro, eu tenho seis bocas para alimentar sozinho...

O lobo ainda iria dizer mais algumas coisas, quando chapeuzinho que não era nem um pouco caridosa virou para ele e fez um gesto vulgar com o dedo, e continuou seu caminho, chorando é claro.

Enquanto isso, o lobo resolveu ir pedir nas casas, chegando na primeira casa ele encontrou uma velinha, e o lobo foi todo alegre pensando que poderia conseguir algo e logo disse:

- Bom dia...

O lobo começou a falar e foi interrompido pela velha:

- Se você veio vender ou pedir alguma coisa é melhor ir embora, porque agora to muito ocupada espera a minha neta chapeuzinho preto!

- Ah! Então você é avó daquela mal educada...

Então os dois começaram a discutir e logo após lutar, o lobo já tinha perdido a luta ( a vovó fazia karatê e jiu-jítsu) e quando a vovó ia dar o golpe final acabou se desequilibrando e caindo no chão, fazendo com que sua coluna saísse fora do lugar, o lobo aproveitou isso para trancá-la em um quarto, logo após ele colocou a roupa da vovó para fingir ser ela e poder comer os doces.

Após ter chorado alguns litros chapeuzinho chegou a casa da vovó e já foi entrando e procurando por sua avó. Quando ela entrou no quarto não reparou que era o lobo que estava no lugar de sua avó e disse:

- Como você esta peluda vovó

O lobo não se conformando com tamanha estupidez disse:

- Eu sei minha netinha, mas mudando de assunto onde estão os doces?

- Eu comi, quer dizer fui roubada!

O lobo se enfureceu e começou a tirar o disfarce, enquanto dizia:

- Você esta falando que fiz tudo isso por nada, então já que não tenho doce vou ter chapeuzinho

Ao ouvir isso chapeuzinho começou a chorar e correr, até que teve uma idéia, pegou seu celular e ligou para um caçador que vivia na floresta:

- Alô...

- Oi é o caçador?

- É ele mesmo, quem esta falando?

- É a chapeuzinho.

- Quem?

- A Astrogilda.

- Ah, agora eu sei quem é você precisa de alguma coisa?

- Tem um lobo aqui na casa da minha avó, você pode vir matá-lo?

- Claro, já estou indo.

Chapeuzinho continuava chorando e fugindo do lobo, até que ela caiu, e quando o lobo ia pular nela uma bala acertou-o no meio da “testa”, fazendo com que ele caísse morto no chão.

Depois de alguns dias a chapeuzinho e o caçador conseguiram encontra a vovó e começaram a comemorar a morte do lobo. E como depois de algum tempo eles foram processados pela morte do lobo, tiveram que cuidar dos lobinhos. E continuaram com suas vidinhas.


2 comentários:

RsQ disse...

oi,
sua historia é muitooo engraçada
kkkkkkkkkkkk!!!!!!!!!
espero lela + vezes.
bjs:irma do rsq

Anônimo disse...

lovely, i just made tons of bran-new emo backgrounds for my blog
http://www.emo-backgrounds.info